Resumo da Semana

Não participou de nada? Felizmente, ainda dá tempo!


Semana de 18/06

Segunda-feira:

  • 14:00 Ato no E1
  • 18:00 Ocupação do E1

Terça-feira:

  • Reunião com o prefeito do campus

Quarta-feira:

  • Reunião com a diretora da EESC não aconteceu

Quinta-feira:

  • 18:00 Assembléia Geral do CAASO: os estudantes decidem indicativo de fim de greve condicionado a: aprovação da Reitora da minuta aprovada pelo Prefeito do Campus de São Carlos contendo as pautas da greve, garantia de um calendário de reposição de aulas elaborado pelo Cog e a não punição dos estudantes que participaram de qualquer atividade legítima realizada durante a greve.

Sexta-feira:

  • Desocupação do E1

Semana de 11/06

Segunda-feira

  • 14:00 Assembléia Geral do CAASO: os estudantes decidem pela continuidade da greve.

Quinta-feira

  • Os estudantes realizaram panfletagem nas ruas e ajudaram na arrecadação da Campanha do Agasalho.

Sexta-feira

  • Ato das 3 estaduais em São Paulo(trajeto: MASP até a Secretaria de Ensino Superior).

Semana de 28/05

Segunda-feira:

  • 9:00 Preparação da Comissão de Comunicação para a Palestra do Glaucis no ICMC
  • 10:00 Palestra do Glaucis no ICMC
  • 13:30 Assembléia dos Alunos
  • 16:00 Assembléia dos Professores
  • 19:00 Reunião do comitê para esboço de Pauta de Reinvidicações

Terça-feira

  • Passeata em São Carlos(trajeto: Praça 15 até o Mercado Municipal).
  • No final da tarde os estudantes foram até a Câmara Municipal de São Carlos, onde os vereadores votaram o posicionamento contrário aos decretos do Serra.

Quinta-feira:

  • 8:00 Saída de 5 ônibus do CAASO para a passeata das 3 estaduais em São Paulo(trajeto: Reitoria da USP até o Palácio dos Bandeirante).

Semana de 21/05

Segunda-feira:

  • Durante o dia todo foi feita uma paralisação, ajudando a divulgar sobre a assembléia geral que aconteceria mais tarde.
  • Às 14h ela teve início, e durante toda a etapa de debate a participação de estudantes só começou.
  • Às 18h foi votada greve estudantil, e imediatamente começaram seus preparativos, com a criação de comissões e reuniões de SAs.
  • Já ali começaram discussões dentro das turmas sobre aderir ou não à greve, reuniões estas que se estenderam pela semana, e até o momento a grande maioria optou pelo sim.

Terça-feira:

  • Pela manhã foi realizado um ato na Prefeitura do Campus, reinvidicando a volta de auxílio aos que tem bolsa-alimentação.
  • O Prefeito liberou aos estudantes o estoque de alimentos no bandejão, e durante toda a semana foram oferecidas refeições aos bolsistas.
  • De manhã também foram entregues informativos aos diretores sobre a greve.
  • À tarde ocorreram grupos de discussão no Caaso, com os temas de assédio moral, parcerias público-privadas e o acesso e permanência nas universidades.

Quarta-feira:

  • De manhã foi realizada uma assembléia conjunta na entrada principal entre funcionários, alunos e professores do ensino básico, que protestam por melhorias no sistema educacional.
  • Após a assembléia discutimos avaliando sobre a greve e suas divergências.
  • À tarde passamos de sala em sala dos professores convidando para a assembléia docente que começou às 16h, e que adiou a decisão sobre o posicionamento deles para segunda-feira.
  • À noite as comissões se reuniram e foi exibido o filme "Edukators" no Caaso.

Quinta-feira:

  • Pela manhã saiu um ônibus para Araraquara para apoiarmos um ato na Unesp, contrário à expulsão de quatro alunos.
  • No início da tarde foi realizada uma palestra com o Prof. Dr. Carlos Martins, da Arquitetura, que discursou sobre a autonomia universitária.
  • No final da tarde foi realizada a reunião geral do comitê, apontando a direção da greve agora, e foi exibido o filme "Volver".
  • As comissões se reuniram também, varando a noite preparando com mais detalhes os acontecimentos sobre a greve.

Sexta-feira:

  • Pela manhã ocorreu um ato no IFSC, apresentando a posição do CAASO perante a atitude de diretores e professores em resposta ao movimento da greve.
  • À tarde ocorreu um debate profundo sobre os decretos expondo os principais pontos aonde a autonomia das universidades é atacada.
Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under Creative Commons Attribution-Share Alike 2.5 License.